Fundação Rockefeller

Uma das mais antigas fundações oligárquicas estadunidenses (a en­tidade que a precedeu foi criada em 1893), a trajetória da Fundação Rockefeller é a mais clara demonstração do modus operandi do establishment anglo-americano em seus programas de “engenharia social”, estabelecendo um padrão que seria seguido pelas fundações criadas posteriormente.

Já nas primeiras décadas do século 20, envolveu-se ativamente na promo­ção do movimento eugênico, financiando instituições dedicadas à “higiene racial” em vários países.

No pós-guerra, ao mesmo tempo em que apoiava os programas de pesquisas agrícolas que resultaram na “Revolução Verde”, deu um grande impulso ao movimento de controle de população.

Durante a década de 1970, juntamente com outras fundações do aparato Rockefeller, foi instrumental para a “decolagem” do movimento ambientalista, tanto nos EUA como em outros países

Em 1986, a Fundação estabeleceu o seu próprio Programa Ambiental Global, para financiar programas nas áreas de conservação de energia, desenvolvi­mento sustentado e uso de recursos naturais.

Em 1990, foi criado um ambici­oso programa de formação de “lideranças ambientais, denominado Lideranças para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (LEAD, na sigla em inglês).

A Máfia Verde – O Ambientalismo a Serviço do Governo Mundial


A Fundação Rockefeller

A Fundação Rockefeller tem sido uma instituição crucial no processo de desenvolvimento dos programas de “engenharia social” que desembocaram na criação do movimento ambientalista. Desde a sua criação, em 1913, tem participado diretamente da estruturação e do financiamento, inicialmente, do movimento eugênico e, quando este caiu em descrédito após as atrocidades nazistas, dos movimentos de controle populacional e ambientalista.


O malthusianismo logo de cara

A Fundação Rockefeller e as demais fundações da família Rockefeller participaram diretamente da criação do Clube de Roma, em 1968 – uma das instituições-chaves do movimento ambientalista internacional. Na década de 70, os Rockefeller patrocinaram amplamente o projeto A Agenda Inacabada (The Unfinished Agenda) – estudo que determinou as principais diretrizes de ação que seriam seguidas pelos ambientalistas e que orientaria a elaboração do relatório «Global 2.000», do governo Carter, iniciativa que consolidaria o malthusianismo como diretriz fundamental da política exterior dos Estados Unidos.

Em 1990, a Fundação Rockefeller criou o programa LEAD – Leadership for Environmental and Development (Programa de Lideranças em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), «para cultivar uma rede de talentosos profissionais de diversas disciplinas e setores, comprometidos com o desenvolvimento sustentável». Durante dois anos, os bolsistas, criteriosamente escolhidos pelo LEAD, passam por intenso treinamento «multidisciplinar e multisetorial para diagnosticar e resolver problemas relacionados ao desenvolvimento sustentável a nível regional, nacional e internacional». Desde 1992, mais de 500 profissionais já foram treinados no Brasil, Canadá, China, Comunidade de Estados Independentes (ex-União Soviética), Europa, Índia, Indonésia, México, Nigéria, Paquistão e África do Sul.


Ação de base no Brasil

No Brasil, o LEAD foi fundado em meados de 1991 e, segundo a Gazeta Mercantil (11/06/91), «a Fundação Rockefeller pretende investir no Brasil US$ 5 milhões nos próximos cinco anos na formação de líderes na área ambiental, com a finalidade de preparar formadores de opinião capazes de ter uma visão ampla dos problemas ambientais e de suas implicações econômicas». Na ocasião, All Binger, diretor internacional do LEAD, declarou com surpreendente franqueza: «Esperamos que, em dez anos, muitos dos bolsistas estejam atuando como ministros de meio ambiente e desenvolvimento, reitores de universidades e presidentes de empresas».


Brasileiros?

A filial brasileira do LEAD chama-se Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças (ABDL) e tem na Universidade de São Paulo, que aderiu ao programa, seu principal celeiro de recrutamento. O Comitê Diretivo Nacional da ABDL tem José Goldemberg como presidente e Henrique Rattner como Diretor Nacional do Programa. Entre os membros do Comitê Diretivo encontram-se Israel Klabin (presidente da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável), Enéas Salati, Eduardo Martins (atual secretário de Meio Ambiente do ministério de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, ex-presidente do IBAMA, ex-dirigente do WWF-Brasil), Maria Teresa Jorge Pádua (FUNATURA) e outros. José Goldemberg, um dos ex-ministros notáveis do governo Fernando Collor de Mello, que criou a Reserva Ianomâmi, vem a ser também membro da diretoria internacional do LEAD.


Financiando as ONGs

A Fundação Rockefeller tem sido muito pródiga com essa sua criatura, para a qual já desembolsou mais de US$ 20 milhões. Sua filial brasileira recebeu ano passado US$ 570.000 e, em anos anteriores, outras quantias igualmente polpudas. O enlace do LEAD com a matriz do aparato ambientalista internacional, dirigida por famílias aristocráticas britânicas e agregados, é estabelecido por meio de Sir Shridath Ramphal, que ocupa a presidência do Comitê Internacional do programa. Sir Ramphal integra o mais alto escalão do aparato: ex-Secretário Geral da Comunidade Britânica de 1975 a 1990, é também o atual presidente da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

A mais recente contribuição da Fundação Rockefeller para a campanha contra a Hidrovia Paraguai-Paraná estabeleceu-se por intermédio do LEAD, quando três dirigentes de sua filial brasileira integraram o grupo dos 11 magníficos que escreveram o citado libelo «Relatório de Uma Análise Independente». São eles: Israel Klabin, Henrique Rattner e Enéas Salati.

Nilder Costa


Créditos: a primeira parte deste post é matéria apresentada no livro «A Máfia Verde – O Ambientalismo a Serviço do Governo Mundial», em capítulo específico destinado a apresentação das principais ONGs ambientalistas/indigenistas que atuam, de alguma forma, no Brasil.

Apresento em seguida um trecho da matéria «Os Donos Invisíveis do Movimento Ambientalista» (publicado em 31/08/1997 no site Alerta em Rede, da autoria de Nilder Costa).

Eventualmente, introduzo subtítulos no texto para facilitar a leitura.

O livro a ler é: «A Máfia Verde – O Ambientalismo a Serviço do Governo Mundial» (Capax Dei Editora).

Para saber mais sobre o tema, visitar os sites da MSIa/Capax Dei: http://www.alerta.inf.br/ e http://www.msia.org.br/

Comentários

18 Comentários em “Fundação Rockefeller”
  1. rei lucena rei disse:

    Com certeza seria maravilhoso se todas as pessoas se responsabilizasem pelo que dizem. Principalmente com relação aos demais, a teometria rótulo o qual em 1980 achei prudente rotular, pois era uma forma de lembrar dos Gregos e Romanos não porque os ache sábios maas, porque de uma forma ou de outra são os pais do mundo moderno. O que lamentavelmente não tem nenhuma base no universo cósmico já que confundem matemática com Aritmética, a matemática não tem função de contar dinheiro sendo harmônica ao cósmos leva ao seu conhecimento. A aritmética do Aristóteles só serve para contar dinheiro nasceu com advento do ouro como moedas. E é exatamente neste ponto que vai acontecer a extinção humana a aritmética e o alfabeto não levando ao conhecimento do cosmos, não pódem retroceder c onstruiram as suas cidades no caminho dos mares, quem mata sábios os silencia e deste modo sem conhecimento estão em contágem regressiva, é claro não é fim de mundo, até pelo contrário vamos ter uma terra inteiramente despoluida virgem e sem os bárbaros que só mataram destruiram. Rei lucena rei ama.

  2. rei lucena rei disse:

    Tendo como princípio de conversa, A TEOMETRIA dispensa totalmente o alfabeto, diplomas e os ambientalistas. Portanto estudo tendo como base escritos hieroglificos dos Incas, Astecas, Egípcios, Sumerianos, e demais povos contemporâneos desde 1976. Alem disso estudo a topografia pois o sal coroi as pedras o que me permite saber até onde o mar avança na América do Sul. Pois é sou um cientista amador que faço investigação científica por conta própria. Investigação mais do que vitoriosa por que ē realizada com régua compasso e esquadro, matemática TEOMÉTRICA a qual não serve para contar dinheiro. Graças aos brasileiros sou o único teómetra do mundo, por isso mesmo fui o único ser humano a dizer desde 1976 que os mares nāo são fixos, avançam e recuam em períodos cíclicos, com isso a cada quarenta e oito mi8l anos temos o duplo polo norte ou sul, agora vamos ter o duplo polo sul, até que aconteça vamos ter descomunais maremotos como aconteceu aos Egípcios a quarenta e oito mil anos, espero que seja comida de tubarão sr husc, rei lucena rei ama.

  3. rei lucena rei disse:

    Pois é Sr. Husc. Me agrediu frontalmente e meus estudos estão totalmente totalmente certos. E veja que bela descoberta acertei no degelo total do polo norte o qual vai provocar monumentais maremotos até que congele no polo sul. Devia se responsabilizar pelas milhares mortes que eu tentava evitar. E voce me desacreditou, os meus estudos estão certos. Rei lucena rei ama.

  4. Husc disse:

    “Rei” Lucena:
    Realmente, seu comentário, com certeza, bateu o record da frase mais longa do mundo, sem pontos, sem parágrafos etc. Se o seu livro é assim também, lê-lo de um fôlego só não deve ser mole não! Talvez por isso eu não tenha entendido nada do que o Sr. quer dizer, nem onde quer chegar. Por isso, vou tomar a liberdade de encaminhar seu comentário para a lixeira (e outros também). Me desculpe.
    E parabéns pelas “descobertas”, as quais, cetamente, em muito estarão contribuindo para o engrandecimento científico, econômico e social da Humanidade.
    Vida longa, prosperidade e sabedoria.
    Husc

  5. Husc disse:

    “Rei” Lucena:
    O Sr. se diz cientista. Tudo bem. Cientista de onde? Qual é o seu curriculum? De onde o Sr. tirou as observações “científicas” apresentadas em seu comentário?
    Dar essas informações seria importante para que as demais pessoas que visitarem este blog, acreditem, realmente, em suas opiniões… científicas.
    Obrigado pelo contato.
    Husc

  6. Husc disse:

    Sr. Lucena:
    Obrigado pelo contato.
    Essas suas preocupações catastrofistas não têm fundamento. Ninguém tem que fugir de lugar nenhum, muito menos construir abrigos nas alturas. O que está acontecendo no mundo nada tem a ver com o que o Sr. camou de “máquina cósmica”. Os problemas do mundo são causados pelo próprio ser humano – principalmente no que diz respeito à sua ganância, que está sendo revelada atualmente, com a crise mundial.
    Felizmente, os povos já têm consciência dela, e isso foi conseguido, não graças à mídia comum (que não joga do nosso lado), mas graças às mídias sociais veiculadas na Internet – como este blog. E graças a essa mesma mídia social, o povo foi para as ruas. Estamos vivendo o alvorecer de uma nova era, que será historicamente lembrada daqui a muitos anos. O ser humano livrou-se das grades da mídia tradicional, que conduzia as nações para onde as oligarquias dominantes queriam. Agora não é mais assim.
    Fique calmo. Estamos no caminho certo. Acompanhe este blog, que, desde seu início, batalhou pelo melhor esclarecimento das pessoas, justamente no que diz respeito a combater as grandes corporações internacionais e as políticas do neo-liberalismo. E é o que estamos vendo hoje nas ruas. Essas manifestações são o resultado de blogs como este, além de outros mais.
    Saudações.
    Husc

    E garanto que os egípcios sabiam muito menos do que nós, nos dias de hoje…

  7. Antonio lucena rei lucena disse:

    A principio os antigos invasores do Egito eram bárbaros loiros de olhos azuis oriundos da ilha de Europa com o advento do dilúvio várias grandes balças aportaram na África, o dilúvio foi a seis mil anos atrás é evidente que não encontraram a cidade no primeiro momento, mas quando isso aconteceu foi sem dúvidas um verdadeiro desastre, andavam nus não tinham qualquer qualificação violentavam estupravam roubavam matavam e comiam tudo que anda, mas foi ao longo de tempo que foram as custas de um esforço descomunal dos sábios que foram se tornando civilizados, roubavam as peças milenares com sábias inscrições e só as devolviam em troca de cerveja vinhos garotas e garotos que os violentavam só depois de muito tempo é que foram pegando as letras que tem a função sagrada de representar graficamente o cosmos nos permitindo o contato direto com deus pelo conhecimento do próprio e foram aos poucos transformando as letras em um código desconhecido aos sábios, o que seria mais tarde o alfabeto é claro foi se aperfeiçoando até que foi foi possível o primeiro livro (bíblias) que era feito desta maneira os sábios eram obrigados a falar ou seriam transformados em eunucos depois de registradas as suas palavras e pensamentos quase sempre eram mortos depois de usados como mulheres, incrível a história do alfabeto custou a existência dos sábios, hoje tu é que dizes que a palavra é de deus, então esta palavra não é sua então porque vendes uma palavra que não é sua, sub-vives vendendo a palavra alheia, só os ladrões vendem o que não lhes pertence, estude que terás muitas palavras próprias para que possam vender o que nos pertence por direito sagrado, porque esta é a palavra que deus nos deu, só os animais não tem palavras porque não estudam, a palavra animal vem de energia que anima, daí a palavra animal, portanto animal tem alma, porque não vão salvar a alma dos animais deve ser certamente que os animais não tem dinheiro

  8. Antonio lucena rei lucena disse:

    Fazer uma investigação científica deste porte em toda América do Sul e ser vitoriosa sem recursos econômicos do estado me desculpem a falta de modéstia mas é um feito fantástico pelo menos para mim que eu sei exatamente o quanto custa, mas é bom que se diga hoje não desejo ajuda procurei ajuda em 1976 quando estava iniciando agora o trabalho esta pronto uma matemática a qual rotulo de Teométrica que dispensa o telescópio, tão bem elaborada que poderia ser usada no circuito escolar de qualquer país, portanto gostaria de vender os direitos de uso, o que seria o retorno de um trabalho insano de tantos anos, estou disponível para palestras para que possam fazer uma avaliação, obrigado rei lucena

  9. Antonio lucena rei lucena disse:

    O que se vê a primeira vista no Egito é que aconteceu um descomunal terremoto e maremoto única forma de movimentar pedras tão pesadas, se vê marcas do mar na pirâmide de Quefrem inclusive a altura do mar, a argamassa original da pirâmide de Queops foi toda retirada pelo mar, se vê na esfinge e o que prova é que grande parte da cidade ainda esta submersa no mediterrâneo e nas arreias que era o fundo do mar, é algo cíclico que acontece a cada 24000 anos, lamentavelmente não se trata de um alfabeto a escrita Egípcia como pensou Champolliom, o que mostra claramente no cartuche da pedra de roseta é que estes fatos geológicos se repetem a cada 24000 e é o que esta acontecendo agora, o degelo total do polo norte e o novo ângulo de rotação da terra esta água se transfere para América do Sul provocando inundações fantásticas, e o pior os brasileiros são radicais e não me permite mostrar este trabalho de tantos anos onde eu peço que me ajudem a mostrar o que significa as inscrições Egípcias que evitaria a extinção humana obrigado rei lucena

  10. Leonardo Bier disse:

    A verdade é uma só, nada vai parar o desenvolvimento global pq td isto é cumprimento da palavra de DEUS, a unica coisa que podemos fazer é estar preparado para não sermos pego de surpresa do dia do arrebatamento da igreja. Cristo esta voltando buscar os seus!!!

    • husc disse:

      Sr. Leonardo:
      Obrigado pelo contato.
      De fato, a Igreja é chegada a alguns “arrebatamentos de fé”. Exemplo típico (caso o Sr. não conheça, e não deve conhecer mesmo, pois certos “arrebatamentos de fé” – uma infinidade de crimes perpetrados contra a Humanidade em nome do deus de Roma não costumam ser veiculados, pois são politicamente incorretos…) é o caso da cidade de Bezièrs, no sul da França, por ocasião da chamada Cruzada Albigense (o combate aos cátaros feita pela Igreja). O general católico, ao se aproximar da cidade, onde havia muitos “hereges”, perguntou ao Papa como poderia identificá-los a fim de exterminá-los. O Papa respondeu mais ou menos assim: “Mate a todos. Deus saberá identificar os seus.” A tropa, em nome do deus de Roma, matou todas as pessoas da cidade, homens, crianças, mulheres, velhos, todo mundo, mais de 60.000 pessoas! Certo isso, não é, Sr. Leonardo?
      Se é essa a idéia da Igreja ( e isso é a Igreja), e pelo que o Sr. coloca, parece que sim, não compartilho dessa política. E essa história de que o tal de Cristo vai voltar é o máximo da bobagem, da crendice tola e do absurdo histórico. Ainda mais hoje, quando há sérias dúvidas até mesmo sobre a existência desse personagem. O Sr. deve acreditar também em Papai Noel, não é, Sr. Leonardo? O Sr. sabe quantas provas concretas (que resistam a uma investigação séria) há sobre a existência daquele personagem? Nenhuma! A bíblia? Errado. Esse livro não tem nenhum valor histórico. Nenhum. repito: a bíblia não tem nenhum valor histórico. É apenas um livro religioso, só isso… Rsrsrs
      Se aprume, Sr. Leonardo e pare de falar bobagens, ainda mais em público!
      Vida longa, prosperidade e sabedoria.
      Husc

  11. claudio disse:

    sumir com estes pragas,endemoniados

    • husc disse:

      Sr. Claudio:
      Essas “pragas” não vão sumir – este é que é o problema. Nós, que sabemos delas é que temos que combatê-las, e o melhor para isso é botar a boca no trombone. Divulgue meu site junto a seus amigos.
      Vida longa, prosperidade e sabedoria.
      Hasta siempre.
      Husc

  12. JOSHELITO disse:

    Essa familia dos ILLUMINATIS – A NOVA ORDEM MUNDIAL – os Rochefellers realmente estao tentando dominar o mundo….ate parece q eles nao morrem nuncca.sera q eles sao os anti-cristos q a Biblia Sagrada menciona.os fins dos tempos em Apocalipse..

  13. JOSHELITO disse:

    É mais vergonha que os Senhores donos do mundo vem fazendo a todo custo par reduzir a populaçao maundial…

    • husc disse:

      Sr. Joshelito:
      Obrigado pelo contato.
      Sim, é uma vergonha e parece que a coisa continua. Ver minha resposta ao comentário anterior.
      Saúde, vida longa e sabedoria.
      Husc

  14. Francisco G Nóbrega disse:

    O envolvimento da Fundação com eugenia foi lamentável. Mas na época uma série de fatores levaram “gente boa” a advogar uma “melhora” da espécie humana apoiados em interpretações parciais e errôneas da genética. Hoje sabemos que a diversidade humana, inscrita nas muitas etnias é uma riqueza imensa a ser preservada. Também curioso saber que se interessou com controle populacional.
    Mas seu papel fundamental na revolução verde, capitaneada por Norman Borlaug depois prêmio Nobel da Paz , foi uma contribuição enorme para o crescimento populacional. Fez pó das previsões de fome global avassaladora de Paul Ehrlich. Borlaug teria salvo da morte pela revolução verde, cerca de 1 bilhão de humanos. O movimento ambientalista radical sempre atacou a revolução verde. Para eles a natureza deve permanecer essencialmente intácta e a humanidade é a praga que deve ser extirpada (exceto os próprios ambientalistas)

    • husc disse:

      Sr. Francisco:
      Obrigado por ter-se dado ao trabalho de entrar em contato comigo em meu site.
      Não sei se o movimento eugenista mundial está acabado. A fome na África já poderia ter sido eliminada com muito menos investimentos do que aqueles que os EUA gastam com o militarismo. E a fome é uma forma de se eliminar pessoas,… assim como a falta de saneamento básico e de investimentos em saúde.
      Antes de morrer, Borlaug reclamava por uma nova revolução verde (ver post neste site), mas não sei se foi ouvido, mas, claro, os ambientalistas radicais não gostam disso, como sabemos. E a Fundação Rockefeller está por trás de muitos movimentos ambientalistas radicais.
      Paul Ehrlich (em seu livro de 1968, The Population Bomb), assim como Lester Brown (do Worldwatch Institute), dois malucos representantes do establishment oligárquico internacional, estavam errados.
      O Sr. tem toda razão.
      Saúde, vida longa e sabedoria.
      Husc

Deixe seu comentário